O Deus Janos

O final de ano sempre tem as festas familiares e as congratulações entre amigos. Hora de fazer a retrospectiva do ano passado e traça as metas do ano seguinte.

 

Dizem que “Janeiro” deriva de Janos, um deus grego que tem dois rostos: um que olha para frente (o futuro) e outro que olha para trás (o passado). Janos é o deus do começo, portões, transições.
 
janus1.gif

 


Metas para o ano novo
Quanto às metas para 2016, uma boa dica é que estas devem ser SMART:
Specific – bem definidas, claras
Measurable – possíveis de mensurar
Attainable – possíveis de serem atingidas
Relevant – esses objetivos são mesmo relevantes? Porque?
Time-related – com um cronograma de entregas parciais ao longo do tempo

 

smartgoals.png

 


Análise de Feedback
 
Quanto à retrospectiva, é  interessante traçar o que Peter Drucker chamava de “Feedback Analysis”.

 

Consiste em pegar as metas do ano passado e apurar o que foi atingido ou não, e analisar os motivos. Depois, arquivar essas metas de modo organizado.
 
Pode-se descobrir muita coisa sobre si mesmo, sobre suas forças e fraquezas. Pode-se conhecer desejos que sempre estão na lista mas nunca são alcançados, ou coisas que eram apenas fogo de palha. E em contraste, pontos muito fortes.

 


 
Conclusão 

 

Metas SMART e Feedback Analysis são ferramentas poderosas para planejar o ano que vem e terminar o ano atual. Sempre faça uso destes.

 

 ano-novo-feliz-49228197.jpg

 
Arnaldo Gunzi
Dez 2015
Mapa do site

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s