O que é sucesso (meme)

Recebi este gráfico pelo Whatsapp, e achei interessante.

De certa forma, é o complemento do gráfico da felicidade, do link.

Isto me lembra uma piada que ouvi um dia: quando somos adolescentes, temos tempo e energia mas não temos dinheiro, quando adultos, temos energia e dinheiro, mas não temos tempo, quando idosos, temos tempo e dinheiro, mas não temos energia!

O Mestre e as duas árvores

Um dia, o discípulo perguntou ao Mestre Zen Budista.

 

 

– Mestre, porque eu sou tão inferior aos meus colegas? Alguns entraram comigo, outros são até mais novatos do que eu, porém conseguem me superar. Por mais que eu me esforce, não consigo ser como eles…

 

 

O Mestre levou o rapaz para fora e apontou o dedo para duas árvores.

 

– Observe aquelas duas árvores. Uma é o pinheiro, grande, alto, frondoso. Outra é o bambu, fino, comprido, muito menor do que o pinheiro. Será que o bambu reclama que o pinheiro é mais alto? Cada qual tem a sua própria natureza. Cada um segue o seu caminho.

 

 
Moral da história.
Não se compare com outras pessoas.

O importante é cada um dar o máximo de si para seguir em seu caminho.

O único jeito de ser feliz é ser feliz aqui, agora, do jeito que sou, da forma que sou.

 

 

 

Trilha sonora: J. S. Bach – Brandenburg Concerto n.3

 
Trilha sonora:

O que é felicidade para mim?

É uma pergunta difícil, porque cada um tem o seu conceito de felicidade.

 

Felicidade para mim é o momento em que podemos viver livremente, levemente, respirando fundo o ar à nossa volta sem preocupações e desfrutando aquele instante sem a necessidade de pensar no próximo segundo.

 

Fácil?
Nem tanto…

 

Há uma série de pré-requisitos para viver tal momento. O ambiente deve ser bom, não consigo me imaginar assim no metrô lotado no horário de pico, por exemplo.

 
Devemos estar com a consciência tranquila. Não dá para pensar neste momento sem estar orgulhoso de seus próprios atos, com a certeza de ter oferecido ao mundo mais do que o recebido, com a certeza de que o trabalho realizado até agora foi duro, honesto e honrado.

 

Também é necessário estar em paz com o futuro, sem tormentas à vista, sem preocupações reais ou imaginárias.

 

Estar de bem com as pessoas que fazem a sua vida ter algum significado.

 
Nem sempre é possível ter todas essas condições ao mesmo tempo, o que torna tais momentos mais importantes ainda – portanto, que sejam reconhecidos e celebrados, que tais momentos sejam eternos!

 
Independente do que temos, do que já alcançamos e o que queremos, a felicidade é válida somente hoje, no presente. É como se a vida nos desse um ticket, que é válido por um único segundo, somente agora – se não for utilizado neste instante, perderá a validade para todo o sempre.

 

O presente é o maior presente que possuímos.

 

Trilha Sonora: O Que Será (À Flor da Pele) – Chico Buarque

Dica para ouvir: Dedicar os próximos 3 minutos totalmente para ouvir a música. Escolha um lugar tranquilo, feche os olhos, aperte play e desfrute. Neste vídeo histórico, se encontram presentes Toquinho, Miúcha, Vinícius de Moraes e Tom Jobim, imortalizando uma noite fantástica.

 

 

 

https://www.letras.mus.br/chico-buarque/1217237/

 

 

Felicidade

 

 Imagem

Outro viés do ser humano é achar que será mais feliz do que é hoje conquistando coisas, títulos, posições.

Sinto em informar que será uma busca em vão. O ser humano foi geneticamente programado para não ser feliz. Os seus genes não estão nem aí para a sua felicidade. Eles só querem saber de sobreviver e se reproduzir. Isto significa fazer com que você nunca se acomode, achando que está bom. Porque, quando isto acontecer, provavelmente algum outro gene concorrente vai te superar, vai alcançar aquilo que você não alcançou, tendo mais chances de sobreviver e se reproduzir. O objetivo da espécie é diferente do objetivo do indivíduo. Mais ou menos como aquela abelha que se sacrifica em prol da colmeia.

É só olhar para trás. Você provavelmente alcançou muito mais do que tinha, quando era adolescente. Mas isto em troca de responsabilidade e tempo livre, de forma que você tem mais preocupações e continua a correr atrás de objetivos cada vez maiores.

Quando criança, eu achava que seria feliz conquistando coisas e posições: um carro, uma casa, vários títulos acadêmicos, uma fazenda… Mas a felicidade verdadeira veio de onde nunca tinha esperado: ter uma família e ser pai.

Paradoxalmente é nas coisas mais simples da vida em que há felicidade: naquele passeio com a família, naquela música que lhe traz nostalgia, naquele momento em que ensinou o filho a andar de bicicleta, naquela pizzaria com amigos queridos…

Sugestão de leitura: Mean Genes – Terry Burham