Dividir para descascar laranjas

  Conta Shigeo Shingo, o grande engenheiro industrial do Japão dos anos 60. Havia um processo numa fábrica de sucos de laranja, em que cerca de 20 operadores tinham que tirar caule e depois descascar a fruta. A parte crítica do processo era a de tirar o caule, que exigia mais habilidade do que descascar. …

Continue lendo Dividir para descascar laranjas

Poka Yoke na enfermagem

Poka  Yoke é o termo japonês para "a prova de erros". Ou seja, criar procedimentos que não permitam que erros aconteçam por acidentes. De vez em quando aparece alguma notícia, de enfermeira que aplicou café com leite na veia do paciente, ou que aplicou vaselina ao invés de remédio. E, normalmente, se atribui o erro …

Continue lendo Poka Yoke na enfermagem

Formigas limpando o visor

Ultimo post da série. O ferro de passar de uma empresa tinha um problema no mostrador de temperatura. Com a introdução do ferro a vapor, o vapor embaçava o visor. E ninguém estava conseguindo achar uma solução. Shigeo Shingo imaginou algo andando na parte de dentro do visor, limpando o mesmo do vapor. E veio …

Continue lendo Formigas limpando o visor

Economizar energia

Um dos itens que Shingo sempre notava era a ergonomia. Fazer com que o operador fique próximo dos itens que mais utiliza, em posição confortável. E, se possível, que eles trabalhassem sentados. Trabalhar de pé faz com que o gasto de energia da pessoa aumente. Energia esta que poderia ser utilizada em outras coisas. No …

Continue lendo Economizar energia

Bolinhas de gude melhoram o processo

Numa fábrica, havia um arame que era desenrolado como parte do processo. O problema é que o arame às vezes travava no recipiente, e o operador tinha que dar uma batidinha para destravar. Shingo imaginou as mãos do operador dando uma batida, e pensou num jeito. Eles colocaram bolinhas de gude no recipiente. Assim, o …

Continue lendo Bolinhas de gude melhoram o processo

Fábrica de sabão e melhorias

Numa fábrica de sabão, o processo consistia em derramar o sabão numa forma enorme, no chão. Shingo propôs uma solução diferente. Ao invés de um único recipiente, utilizar vários recipientes em cascata. Desta forma, o processo de secagem do sabão diminui, além de ser muito mais simples e seguro manipular.

Por que não criar ferramentas?

Numa fábrica, o operário precisava de um martelo e um alicate. Ele dava a martelada, depois deixava o martelo de lado e usava o alicate. Por que não unir as duas coisas, num martelo-alicate? Poupa tempo e evita problemas na hora de trocar as ferramentas. A outra ferramenta de exemplo é alicate com um gancho. …

Continue lendo Por que não criar ferramentas?