Eu sou o mestre do meu destino, eu sou o comandante da minha alma.

William Ernest Henley escreveu “Invictus” em 1875. Talvez a sua inspiração tenha sido a sua própria vida sofrida: passou boa parte da vida em hospitais devido a uma forte tuberculose. Uma alma forte num corpo fraco.

 

Eu sou o mestre do meu destino,
Eu sou o comandante da minha alma.

Henley


 

Tradução livre:

Invencível
 

Nas noites que me encobrem,
Negras como um poço, de ponta a ponta,
Eu agradeço a qualquer deus
Pela minha alma inconquistável.
 

Das garras impiedosas das circunstâncias
Não recuei nem chorei,
Sob os golpes do destino
Minha cabeça sangra, mas não se curva.
 

Além deste lugar de ódio e lágrimas
Há apenas o horror das sombras,
Entretanto a ameaça dos anos
Me encontra, e me encontrará, destemido.
 

Não importa quão estreito o caminho,
Quão castigado com punições a minha sina,
Eu sou o mestre do meu destino,
Eu sou o comandante da minha alma.

 

 

 

 

Imortal de verdade x “Imortal” da ABL

chamada-de-reportagem-sobre-centenario-de-vinicius-de-moraes-na-revista-rolling-stone-brasil-de-outubro-de-2013-1382112022349_615x300

A letra da música “Se todos fossem iguais a você”, de Tom Jobim e Vinícius de Moraes, foi alvo de puristas da língua portuguesa. Criticaram porque Vinícius usou “tua vida” (segunda pessoa) e “iguais a você” (terceira pessoa) nos versos. A resposta do poeta:

– Ninguém, a não ser uma múmia da Academia Brasileira de Letras, dirá à namorada: “Minha querida, eu a amo. Você é a coisa mais linda do mundo”. O máximo que obterá da namorada será um comentário com as amigas: “Ele fala tão difícil…”

vinicius7.jpg
O que se fala no Brasil é: “Minha querida, eu te amo. Você é a coisa mais linda do mundo”.

 

Link da belíssima música: https://www.youtube.com/watch?v=a1JjXC_Zugc
Fonte: Tom Jobim, História de canções

Navegar é Preciso

Navegadores Antigos

Belíssimo poema de Fernando Pessoa.

Navegadores antigos tinham uma frase gloriosa:
“Navegar é preciso; viver não é preciso”.

Quero para mim o espírito [d]esta frase,
transformada a forma para a casar como eu sou:

Viver não é necessário; o que é necessário é criar.
Não conto gozar a minha vida; nem em gozá-la penso.
Só quero torná-la grande,
ainda que para isso tenha de ser o meu corpo e a (minha alma) a lenha desse fogo.

Só quero torná-la de toda a humanidade;
ainda que para isso tenha de a perder como minha.
Cada vez mais assim penso.

Cada vez mais ponho da essência anímica do meu sangue
o propósito impessoal de engrandecer a pátria e contribuir
para a evolução da humanidade.

É a forma que em mim tomou o misticismo da nossa Raça.

Eu sou o mestre do meu destino, Eu sou o comandante da minha alma

 

William Ernest Henley foi um poeta inglês, que viveu no fim do séc. XIX.

Seu poema mais conhecido é o “Invictus”, que apresenta as palavras fortes “Eu sou o mestre do meu destino, o comandante da minha alma”. Ninguém melhor do que Henley para escrever sobre isto. Ele sofreu um problema de doença nos ossos, o que o obrigou a amputar um dos pés. Do hospital, ele escreveu “Invictus”.

A vida pode atrapalhar os seus planos, castigar o seu corpo, mas a sua alma e o seu destino são só seus.

 

Nas noites que me encobrem,
Negras como um poço, de ponta a ponta,
Eu agradeço a qualquer deus
Pela minha alma inconquistável.
 
Das garras impiedosas das circunstâncias
Não recuei nem chorei,
Sob os golpes do destino
Minha cabeça sangra, mas não se curva.
 
Além deste lugar de ódio e lágrimas
Há apenas o horror das sombras,
Entretanto a ameaça dos anos
Me encontra, e me encontrará, destemido.
 
Não importa quão estreito o caminho,
Quão castigado com punições a minha sina,
Eu sou o mestre do meu destino,
Eu sou o comandante da minha alma.

“I am the master of my fate,

I am the captain of my soul.”

O Poder do Tempo

ArrowTime

Qual o efeito que 15 anos fazem na vida de uma pessoa?

O bebê que engatinhava já pilota bicicletas velozes.

O menino, que sonhava com um carrinho da tevê, agora quer é um carrão.

A jovem, outrora menina, agora é mãe de três.

O calouro da faculdade já é veterano no trabalho.

O senhor, antes na plenitude da carreira, está aposentado.

A mãe de três já é avó.

O homem invencível, que derrotou a todos os outros homens, não tem chance contra o tempo.

A variável inexorável da vida das pessoas é o tempo.