O algoritmo de Feynman para resolver qualquer problema  

Richard Feynman foi um dos maiores físicos da história. É reconhecido pela extrema criatividade com que abordava e resolvia problemas.

feynman_algorithm

 

O algoritmo de Feynman para a resolução de problemas afirma o seguinte:
1 – Formule a Pergunta
2 – Pense arduamente
3 – Escreva a resposta

 

Esta afirmação ficou famosa, por ser um pouco lúdica, um pouco simplista. Meio brincadeira, meio séria. Ao mesmo tempo muito verdadeira e muito falsa – ou seja, genial.

 
A primeira parte, “formule a pergunta”, pode parecer trivial, porém não é. Fazer a pergunta correta é quase já fornecer a resposta.

 

O foco de um bom resolvedor de problemas não é encontrar a resposta, e sim fazer a pergunta correta. Reformular as perguntas existentes, de forma a permitir que a resposta resolva algum problema do mundo real, aproveitando as assimetrias de espaço, tempo, cultura, informações e oportunidades em geral.

 

Uma pergunta genérica demais (como resolver o problema da fome no mundo?) não serve para nada, uma pergunta específica demais não serve para nada (como resolver o meu problema de fome?). Uma pergunta óbvia não leva a nada, uma pergunta esdrúxula também não.

 

A Casas Bahia, nos anos 80 e 90, não se perguntou “Como vender móveis mais baratos para a classe C?”, e sim “Como financiar a classe C para permitir que eles comprem móveis?”.

 

Ulisses, na Ilíada, não se perguntou “Como vencer a Guerra de Troia?”, e sim “Como fazer para abrir os portões de Troia de dentro dos muros?”

 

Já dizia Picasso: “Computadores são inúteis, eles só sabem dar respostas”.

 

A segunda parte, pensar arduamente, também pode parecer trivial. Mas, se é tão trivial assim, por que tantas pessoas desistem sem nem ao menos tentar responder?

 

A maior barreira de todas reside na própria cabeça do ser humano. Muita gente já assume que não consegue responder, que tem que buscar a solução na internet e copiar a resposta que alguém elaborou. Errado. Vale muito mais desenvolver a própria resposta do que copiar as ideias de outrem.

 

Pensar é o trabalho mais difícil que existe. Talvez por isso tão poucos se dediquem a ele – Henry Ford

A terceira parte, “escrever a resposta”, também é muito importante. Porque as pessoas esquecem os detalhes das respostas, e somente podem avaliar precisamente se estão certas ou erradas se tiverem algo escrito: a pergunta, a resposta com todos os detalhes, a data, as pessoas envolvidas. Assim, pode-se ter um feedback das perguntas e respostas e consequente evolução das mesmas.

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s