Recado para os loucos e desajustados

O comercial “Think different”, da Apple, é um dos mais icônicos de todos os tempos.

Ele é voltado para os loucos, os desajustados, as peças redondas nos buracos quadrados. Os que não gostam de regras, não têm nenhum respeito pelo status quo.

Talvez eles tenham que ser loucos.

Porque somente as pessoas que são loucas o suficiente para achar que podem mudar o mundo, são as que de fato, mudam.

Nas imagens, uma seleção das pessoas que Steve Jobs muito admirava.

Transcrição do comercial.

Isto é para os loucos. Os desajustados. Os rebeldes. Os criadores de caso. Os que são peças redondas nos buracos quadrados.


Os que veem as coisas de forma diferente. Eles não gostam de regras. E eles não têm nenhum respeito pelo status quo. Você pode citá-los, discorda-los, glorificá-los ou difamá-los.


A única coisa que você não pode fazer é ignorá-los. Porque eles mudam as coisas.

Eles inventam. Eles imaginam. Eles curam. Eles exploram. Eles criam. Eles inspiram.

Eles empurram a raça humana para frente.

Talvez eles tenham que ser loucos.

Como você pode olhar para uma tela em branco e ver uma obra de arte? Ou sentar em silêncio e ouvir uma música jamais composta? Ou olhar para um planeta vermelho e ver um laboratório sobre rodas?

Enquanto alguns os veem como loucos, nós vemos gênios. Porque as pessoas que são loucas o suficiente para achar que podem mudar o mundo, são as que de fato, mudam.

 
Na ordem de aparição:

Albert Einstein: cientista que revolucionou a física clássica com a teoria da relatividade,

Bob Dylan: músico norte americano extremamente criativo,

Martin Luther King Jr: ativista da igualdade de direitos raciais,

Richard Branson: empresário não convencional, fundador do Grupo Virgin, que engloba mais de 400 empresas,

John Lennon: genial músico dos Beatles, autor de algumas das mais belas canções da humanidade,

Buckminster Fuller: arquiteto e inventor, conhecido pelo estudo de domos geodésicos,

Thomas Edison: inventor da lâmpada elétrica e de milhares de outras pequenas e grandes invenções,

Muhammad Ali: um dos mais lendário lutadores do história do boxe,

Ted Turner: fundador da CNN,

Maria Callas: soprano e cantora de ópera,

Mahatma Gandhi: ativista pela libertação da Índia através de métodos não violentos,

Amelia Earhart: a primeira mulher a voar atravessando o oceano Atlântico,

Alfred Hitchcock: genial cineasta dos primórdios do cinema,

Martha Graham: dançarina e coreógrafa,

Jim Henson: criador dos muppets,

Frank Lloyd Wright: um dos maiores arquitetos americanos de todos os tempos,


Pablo Picasso: pintor surrealista, capaz de mudar a realidade.

A Xiaomi e os novos tempos

Fui hoje ao Shopping Ibirapuera, em São Paulo.

Vi uma fila enorme, virando a esquina do quarteirão. Hoje é a inauguração da loja da Xiaomi no Brasil. Marca chinesa, com celulares top a um preço bem abaixo de um iPhone.

A China começou copiando, entregando produtos falsificados ou pouco sofisticados a uma fração do preço dos americanos. Porém, há uma teoria econômica que diz que, quem faz muito, acaba dominando o processo de produção e aprendendo a inovar – foi assim com o Japão e os tigres asiáticos. Além disso, as empresas chinesas (e o governo, é indissociável) investem um caminhão de dinheiro para desenvolvimento de produtos, contratação das melhores cabeças e compra de empresas de ponta.

O Xiaomi Mi 9 tem especificações assombrosas: três câmeras, uma com 48 megapixel (!!), 64/128 GB de armazenamento (!!), tela 6.39 polegadas Amoled com resolução Full HD…

Pergunta: será que a Xiaomi já é melhor que iPhone?

Outro sinal dos tempos: A Saraiva MegaStore do Shopping Ibirapuera, o motivo pelo qual fui lá, fechou as portas.

Pra que um livro físico, se hoje é possível ler um digital num Mi 9 de ponta?

https://noticias.uol.com.br/tecnologia/noticias/redacao/2019/06/01/com-direito-a-fila-e-fas-animados-xiaomi-inaugura-a-sua-1-loja-no-brasil.htm

Steve Jobs em 40 frases

 

 

Steve Jobs em 40 frases (mais ou menos)

Sobre como conheceu a esposa, Laurene.

Eu estava no estacionamento, com a chave do carro, e me perguntei: ‘Se esta fosse a minha última noite na Terra, eu preferiria passar numa reunião de negócios ou com esta mulher?’ Atravessei correndo o estacionamento e perguntei se ela gostaria de jantar comigo. Ela disse que sim, andamos até a cidade e estamos juntos desde então.

steve-jobs

Steve Wozniak e eu gostamos muito da poesia de Bob Dylan e passávamos um bom tempo pensando no que ele dizia. Estávamos na Califórnia. Era possível passar a noite num banco com a namorada. A Califórnia tem um senso de experimentação e de abertura a novas possibilidades.

 

Se você cria algo que acaba ficando muito bom, deveria logo partir para outra coisa maravilhosa, não ficar estagnado naquilo por muito tempo. Simplesmente descubra o que vem a seguir.

 

Qualidade é mais importante do que quantidade. Um home run é muito melhor do que dois doubles.

 

Este tem sido um de meus mantras – foco e simplicidade. O simples pode ser mais difícil do que o complexo: é preciso trabalhar duro para tornar incrivelmente simples.

 

Somos organizados como uma empresa iniciante. A Apple é a maior empresa iniciante do planeta.

 

Olho para mim mesmo no espelho toda manhã e pergunto: “Se hoje fosse o meu último dia, eu gostaria de fazer o que farei hoje?” E se a resposta é “não” por muitos dias seguidos, sei que preciso mudar alguma coisa.

 

Muitas empresa escolhem cortar gastos e talvez seja a coisa certa para eles. Escolhemos um caminho diferente. Nossa crença é que de se continuássemos apresentando ótimos produtos aos clientes, eles continuariam abrindo a carteira.

 

Como se comunica às pessoas que elas estão num ambiente em que a excelência é esperada? Não se diz isso. Não se coloca no manual do empregado. Essas coisas são inúteis. Tudo o que importa é o produto que resulta do trabalho em grupo. Ele dirá muito mais do que qualquer coisa que venha de sua caneta.

 

Você já está nu. Não há razão para não seguir seu coração.

 

Faça o melhor que pode em todos os trabalhos. Sucesso gera mais sucesso, então seja faminto por ele.

 

Os botões do novo Mac estão tão bonitos que dá vontade de lambê-los.

 

 

E a única maneira de fazer um excelente trabalho é amar o que você faz. Se você ainda não encontrou o que é, continue procurando. Não sossegue. Assim como todos os assuntos do coração, você saberá quando encontrar.

stevejobs

Aqueles que são loucos o bastante para achar que podem mudar o mundo são aqueles que mudam.

 

Penso nas coisas da vida como uma música de Bob Dylan ou dos Beatles.

 

A simplicidade é a máxima sofisticação.

 

Sobre ligar os pontos:
Eu não tinha ideia do que queria fazer na minha vida. E lá estava eu gastando todo o dinheiro que meus pais tinham juntado. E então decidi largar a faculdade e acreditar que tudo ficaria bem.

 

Sobre o iPhone tocar músicas, e acabar canibalizando parte da receita do iPod: ‘Se nós não canibalizarmos, alguém o fará’.

 

A missão da Apple é fazer algo ‘absurdamente bom’.

 

Inovação não tem nada a ver com quantos dólares se dedica a pesquisa e desenvolvimento. A IBM gasta cem vezes mais nisto do que a Apple. Tem a ver com as pessoas que temos, como nos conduzimos e o quanto entendemos do assunto.

 

Você não consegue conectar os fatos olhando para frente. Você só os conecta quando olha para trás. Então tem que acreditar que, de alguma forma, eles vão se conectar no futuro. Você tem que acreditar em alguma coisa – sua garra, destino, vida, karma ou o que quer que seja.

 

 

Tínhamos acabado de lançar nossa maior criação – o Macintosh – e eu tinha 30 anos. E aí fui demitido.

 

Isto é para os loucos. Os desajustados. Os rebeldes. Os criadores de caso. Os que são peças redondas nos buracos quadrados. Os que vêem as coisas de forma diferente. Eles não gostam de regras. E eles não têm nenhum respeito pelo status quo. Você pode citá-los, discorda-los, glorificá-los ou difamá-los. A única coisa que você não pode fazer é ignorá-los. Porque eles mudam as coisas. (Comercial ‘Pense Diferente’, de 1984)

 

Image result for steve jobs

 

Inovação provém de dizer não a mil coisas para garantir que não tomemos o caminho errado ou tentemos fazer demais.

 

Não leve tudo tão a sério. Se quiser levar sua vida de forma criativa como um artista, você não pode olhar muito para trás. É preciso estar disposto a pegar tudo o que já fez e já foi e jogar fora.

 

Há um DNA muito forte na Apple que se refere a pegar uma tecnologia de última geração e torná-la simples para as pessoas.

 

Ser o homem mais rico do cemitério não me interessa… Ir para a cama à noite dizendo que fizemos algo maravilhoso… Isso é o que importa para mim.

 

Cometemos muitos erros porque ninguém fez isso antes.

 

Picasso tinha um ditado: ‘Bons artistas copiam, grandes artistas roubam.’ Nunca tivemos vergonha de roubar grandes ideias… Parte do que tornou o Macintosh ótimo foi que as pessoas que trabalharam nele eram músicos, poetas, artistas, zoólogos e historiadores, que também calhavam de ser os melhores cientistas de computação do mundo.

 

Ser demitido da Apple foi a melhor coisa que podia ter acontecido. O peso de ser bem sucedido foi substituído pela leveza de ser de novo um iniciante, com menos certezas sobre tudo.

 

Às vezes, a vida bate com um tijolo na sua cabeça. Não perca a fé. Estou convencido de que a única coisa que me permitiu seguir adiante foi o meu amor pelo que fazia. Você tem que descobrir o que você ama.

 

John Sculley arruinou a Apple, e a arruinou por levar para o topo da Apple uma série de valores que eram corruptos e corromperam algumas pessoas importantes que estavam lá, afastou alguns dos que não eram corruptíveis, admitiu mais corruptos e lhes pagou coletivamente dezenas de milhões de dólares e se importava mais com as próprias glórias e riqueza do que com o que tinha construído a Apple = que era fazer grandes computadores para as pessoas usarem.

Comentário para entender: Sculley “puxou o tapete” de Steve Jobs, e assumiu a Apple, nos anos 90. Sculley era o executivo tradicional, o do corte de custos e margem de lucro, que fez a Apple multiplicar de tamanho nos primeiros anos de sua gestão – mas acabou falindo a empresa a longo prazo. A Apple tinha virado tipo uma Dell, de commodities e não de sonhos. A Apple acabou sendo resgatada posteriormente pelo próprio Steve Jobs.

 

O seu tempo é limitado, então não o gaste vivendo a vida de um outro alguém. Não fique preso pelos dogmas, que é viver com os resultados da vida de outras pessoas. Não deixe que o barulho da opinião dos outros cale a sua própria voz interior. E o mais importante: tenha coragem de seguir o seu próprio coração e a sua intuição. Eles de alguma maneira já sabem o que você realmente quer se tornar.

 

A morte é muito provavelmente a principal invenção da vida. É o agente de mudança da vida. Ela limpa o velho para abrir caminho para o novo. Nesse momento, o novo é você. Mas algum dia, não muito distante, você gradualmente se
tornará um velho e será varrido. Desculpa ser tão dramático, mas isso é a verdade.

 

 

Continuem famintos. Continuem tolos. E eu sempre desejei isso para mim mesmo. E agora, quando vocês se formam e são o novo, eu desejo isso para vocês.

 

 

Estamos aqui para deixar uma marca no universo.




 

Links e fontes

Steve Jobs em 250 frases – Alan Ken Thomas

Steve Jobs – as verdadeiras lições de liderança – Walter Isaacson

https://ideiasesquecidas.com/2014/05/15/discurso-de-steve-jobs-introducao/

https://ideiasesquecidas.com/2015/07/14/pense-diferente/

Comercial “Think Different”

 

Discurso de formatura de Stanford, em 2005

 

Bônus. Trilha sonora, “One too many mornings”, de Bob Dylan, interpretado por Joan Baez.

Jobs encontrou Bob Dylan próximo a Palo Alto, em 2004. “Sentamos no pátio fora da sala e conversamos por duas horas”, diz Jobs. “Eu estava realmente nervoso, porque ele era um de meus heróis. Tinha medo dele não ser tão esperto afinal, ser apenas uma caricatura dele mesmo, como acontece com muitos. Mas fiquei maravilhado. Ele era afiado.” Jobs disse que uma de suas canções favoritas era “One too many mornings”.

 

 

Continuem famintos, continuem tolos

Steve Jobs fez um discurso de formatura em Stanford, em 2005, onde contou três histórias bonitas, fortes e marcantes.

 


Ligar os pontos

Eu não tinha ideia do que queria fazer na minha vida. E lá estava eu gastando todo o dinheiro que meus pais tinham juntado. E então decidi largar a faculdade
e acreditar que tudo ficaria bem.

jobs_and_wozniak_1975.jpg

Eu não tinha um quarto no dormitório e por isso eu dormia no chão do quarto de amigos. Eu recolhia garrafas de Coca-Cola para ganhar 5 centavos, com os quais eu comprava comida. Eu andava 11 quilômetros pela cidade todo domingo à noite para ter uma boa refeição no templo hare-krishna. Eu amava isto.

20111116131153ENPRNPRN-NORMAN-SEEFF-STEVE-JOBS-90-1321449113MR.jpg

Você não consegue conectar os fatos olhando para frente. Você só os conecta quando olha para trás. Então tem que acreditar que, de alguma forma, eles vão se conectar no futuro. Você tem que acreditar em alguma coisa – sua garra, destino, vida, karma ou o que quer que seja.

Screen-Shot-2011-11-16-at-8.59.00-AM.jpg

 


Amor e perda.

Tínhamos acabado de lançar nossa maior criação – o Macintosh – e eu tinha 30 anos. E aí fui demitido.

 

retouchphoto_apple_macintosh_1984_high_res_clean1-580x386.jpg

Fiquei sem saber o que fazer por alguns meses. Eu até mesmo pensei em deixar o Vale do Silício. Mas, lentamente, eu comecei a me dar conta de que eu ainda amava o que fazia.

applecomputer.jpg

Ser demitido da Apple foi a melhor coisa que podia ter acontecido. O peso de ser bem sucedido foi substituído pela leveza de ser de novo um iniciante, com menos certezas sobre tudo.

 

Às vezes, a vida bate com um tijolo na sua cabeça. Não perca a fé. Estou convencido de que a única coisa que me permitiu seguir adiante foi o meu amor pelo que fazia. Você tem que descobrir o que você ama.

SteveApple.jpg

E a única maneira de fazer um excelente trabalho é amar o que você faz. Se você ainda não encontrou o que é, continue procurando. Não sossegue. Assim como todos os assuntos do coração, você saberá quando encontrar.

 


Morte

Olho para mim mesmo no espelho toda manhã e pergunto: “Se hoje fosse o meu último dia, eu gostaria de fazer o que farei hoje?” E se a resposta é “não” por muitos dias seguidos, sei que preciso mudar alguma coisa.

 

Você já está nu. Não há razão para não seguir seu coração.

SteveJobsIpod.jpg

A morte é muito provavelmente a principal invenção da vida. É o agente de mudança da vida. Ela limpa o velho para abrir caminho para o novo. Nesse momento,
o novo é você. Mas algum dia, não muito distante, você gradualmente se
tornará um velho e será varrido. Desculpa ser tão dramático, mas isso
é a verdade.

stevejobs.png

O seu tempo é limitado, então não o gaste vivendo a vida de um outro
alguém. Não fique preso pelos dogmas, que é viver com os resultados da
vida de outras pessoas. Não deixe que o barulho da opinião dos outros
cale a sua própria voz interior. E o mais importante: tenha coragem de
seguir o seu próprio coração e a sua intuição. Eles de alguma maneira
já sabem o que você realmente quer se tornar.

 

Continuem famintos. Continuem tolos. E eu sempre desejei isso para mim mesmo. E agora, quando vocês se formam e são o novo, eu desejo isso para vocês.

 

Raid71-Apple-Logo.jpg
Steve Jobs 1955 – 2011

 


Links:

 

https://ideiasesquecidas.com/2014/05/15/discurso-de-steve-jobs-primeira-historia/

http://pursuitist.com/iconic-images-of-steve-jobs-by-photographer-norman-seeff

Rare Pics Of Steve Jobs Show His Love Of Yoga

Porque há tantas pessoas fiéis à Apple? Ou a confiança na marca.

Um amigo meu comprou há pouco tempo um celular (marca asiática) com especificações aparentemente muito boas: processador forte, câmera boa, última versão do Android, etc. Entretanto, desde o começo, vários problemas. Alguns apps não rodavam, às vezes o celular aquecia muito. A câmera parou de funcionar depois de algumas semanas. Ou seja, um celular bom por fora e ruim por dentro, algo como uma Mercedes por fora, mas cheia de peças de Gol 1.0, ocultas lá no meio dos motores, para baratear o custo.

gato.jpg
Usuários não são especialistas em hardware e software. Quem melhor conhece todas as coisas boas e ruins do produto é o próprio fabricante. É o fabricante que pode fazer alianças com os melhores fornecedores e fazer os testes de qualidade. É aí que entra o poder da marca, que é o poder da confiança.
A confiança na marca é saber que está adquirindo uma Mercedes com peças de Mercedes, sem pegadinhas.

Depoimento pessoal
Tive um monte de celulares fajutos e mp3 players descartáveis. A primeira vez que comprei um produto Apple (que eu achava desnecessariamente  caro) foi em 2009, quando estava na Austrália.
Naquela época o iPad 1 tinha acabado de ser lançado. Como a Austrália é um país desenvolvido, a carga tributária era justa. E o Real brasileiro ainda valia alguma coisa. Ou seja, o iPad estava barato, e o comprei.
A minha expectativa era de que fosse apenas mais um dispositivo como qualquer outro. Mas a realidade superou em muito a expectativa. Era o produto mais bonito que já tinha visto na vida, com um monte de funcionalidades espertas. Era algo extremamente bem projetado, perfeito em todos os detalhes.
A partir daí, troquei o mp3 por um iPod, o celular por um iPhone, e assim em diante.

Quebra de confiança
Uma vez que uma marca ganha a confiança da pessoa, é difícil alguma outra marca ocupar esta posição. Principalmente quando é caro ficar testando alternativas diferentes.
Após ganhar a confiança de alguém, o maior perigo não é a concorrência, mas sim a si mesmo. É relativamente fácil quebrar a confiança. Basta o cliente se sentir lesado uma única vez.
Por exemplo, ninguém em sã consciência tem fidelidade a operadoras de telecomunicações: Vivo, Telefônica, Claro. Isto porque todo mundo já se sentiu enganado por elas, com algum serviço inútil sendo cobrado todos os meses, com horas perdidas falando com um operador de telemarketing.

O que posso aprender com isto?
 
Seja como uma marca que inspire confiança. Produtos e serviços de excelente qualidade, tanto por fora mas principalmente por dentro, são extremamente valiosos e muito raros no mundo.
É difícil conseguir a confiança das pessoas, mas é fácil quebrar. Cuidado com isso. Não vale a pena obter ganhos de curto prazo e estragar uma relação de confiança de longo prazo.
 Trust.jpg

“Os botões do novo iMac ficaram tão bonitos que dá vontade de lamber!”
Steve Jobs, após meses projetando os botões da interface do novo computador.

“Deixe sua marca no universo” – Steve Jobs


Arnaldo Gunzi
Dez 2015

 

Outros links

Sobre o surgimento ipod

Pense diferente

Criar do zero

 

 

 

Pense diferente

Comercial da Apple de 1997.

Isto é para os loucos. Os desajustados. Os rebeldes. Os criadores de caso. Os que são peças redondas nos buracos quadrados.
Os que vêem as coisas de forma diferente. Eles não gostam de regras. E eles não têm nenhum respeito pelo status quo. Você pode citá-los, discorda-los, glorificá-los ou difamá-los.
A única coisa que você não pode fazer é ignorá-los. Porque eles mudam as coisas.
Eles inventam. Eles imaginam. Eles curam. Eles exploram. Eles criam. Eles inspiram.
Eles empurram a raça humana para frente.
Talvez eles tenham que ser loucos.

Como você pode olhar para uma tela em branco e ver uma obra de arte? Ou sentar em silêncio e ouvir uma música jamais composta? Ou olhar para um planeta vermelho e ver um laboratório sobre rodas?

Enquanto alguns os vêem como loucos, nós vemos gênios. Porque as pessoas que são loucas o suficiente para achar que podem mudar o mundo, são as que de fato, mudam.

 
Na ordem de aparição:
Albert Einstein: cientista que revolucionou a física clássica com a teoria da relatividade,
Bob Dylan: músico norte americano extremamente criativo,
Martin Luther King Jr: ativista da igualdade de direitos raciais,
Richard Branson: empresário não convencional, fundador do Grupo Virgin, que engloba mais de 400 empresas,
John Lennon: genial músico dos Beatles, autor de algumas das mais belas canções da humanidade,
Buckminster Fuller: arquiteto e inventor, conhecido pelo estudo de domos geodésicos,
Thomas Edison: inventor da lâmpada elétrica e de milhares de outras pequenas e grandes invenções,
Muhammad Ali: um dos mais lendário lutadores do história do boxe,
Ted Turner: fundador da CNN,
Maria Callas: soprano e cantora de ópera,
Mahatma Gandhi: ativista pela libertação da Índia através de métodos não violentos,
Amelia Earhart: a primeira mulher a voar atravessando o oceano Atlântico,
Alfred Hitchcock: genial cineasta dos primórdios do cinema,
Martha Graham: dançarina e coreógrafa,
Jim Henson: criador dos muppets,
Frank Lloyd Wright: um dos maiores arquitetos americanos de todos os tempos,
Pablo Picasso: pintor surrealista, capaz de mudar a realidade.

 

 

 

Links recomendados:

Discurso de Steve Jobs em Stanford

Lado criativo da tecnologia