O tesouro no fim do arco-íris

O Cavaleiro cobiçava, no fim do arco-íris, um tesouro.
Foi atrás, agressivamente, tirando todos do caminho,
Quebrou portas, invadiu fazendas, lutou como um touro,
Chegando lá, encontrou um baú e um pergaminho.

O Bobo, por sua vez, também queria riquezas,
Só que foi devagar, no seu ritmo desventurado.
Consertou portas quebradas, ajudou sem avarezas,
Chegou dias depois, e viu o cavaleiro desolado.

O Cavaleiro abrira o baú, e ele estava vazio!
Cadê o tesouro, pelo qual ele agira de forma tão vil?

No pergaminho, a mensagem de fastio:
“A felicidade está no caminho, seu imbecil”.

Arnaldo Gunzi
Nov 2022

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s