Recomendações de livros para um jovem em início de carreira

Alguns livros para um jovem em início de carreira, pelo engenheiro Marcos Gomes de Melo. O Melo é engenheiro mecânico, da turma de 1969 do ITA (Instituto Tecnológico de Aeronáutica). Ele possui um vasto conhecimento, uma longa e bem sucedida carreira e vale muito a pena ouvir suas recomendações.

Por outro lado, vários dos meus colegas são formados muito recentemente, e falta neles um lastro de conhecimento mais profundo.

Minha sugestão: colocar na lista de livros a ler em 2018.

Livros

1. Carta de Antônio Paiva ao filho Gustavo Paiva que emigrou de Portugal para o Brasil e, posteriormente, veio a ser industrial em Alagoas;

Link do Google Drive: https://drive.google.com/open?id=1MgJ_M1JHRCfgqT3xl917rdzQV0js3vcg

Transcrição aqui.

2. Cartas de um executivo a seu filho; G. Kingsley Ward

 

3. Understanding Media; Marshall Mac Luhan;

4. Administração: responsabilidades, tarefas e práticas; Peter Drucker;

5. História da civilização; Will Durant; leitura obrigatória pelo menos do Volume 1 que trata da nossa herança oriental;

 

6. Sobre a China; Henry Kissinger;


7. A primeira aldeia global; Martin Page;

8. O Gene egoísta: Richard Dawkins;


9. Sapiens; Yuval Noah Harari;

10. Homodeus; Yuval Noah Harari;

 

Razões descritas pelo Melo:
1. Carta tem um poder de síntese de recomendações de um pai para um filho que parte para ganhar a vida em território desconhecido distante.

2. O livro contém várias cartas de um executivo canadense bem sucedido que ao enfrentar um país em guerra sentiu necessidade de prover seu filho com conselhos que aprendeu com a experiência, e sentiu necessidade de transmitir o aprendizado. A leitura é fácil e cada período merece reflexão demorada. Um livro que presenteei meus filhos quando se formaram.

3. O livro de Mac Luhan tem tradução em português, mas muito mal feita, distorcendo conceitos. O principal conceito de Mac Luhan expresso no livro é que os meios são extensões do ser humano transformando-o em um novo ser. Desta forma um homem e seu martelo é um ser humano diferente do homem sem martelo e que nem conhece martelo. O livro mostra ou pretende mostrar como as diversas ferramentas transformaram o ser humano: linguagem falada; linguagem escrita; linotipo (livro); rádio; telégrafo; ferrovia; carro; TV; telefone; internet (o livro foi escrito em 69 no mesmo ano em que a internet foi inventada mas profeticamente Mac Luhan previu vários de seu efeitos, com p.ex. que cada pessoa poderia produzir seu canal de TV ou de rádio); A tradução foi feita pelo publicitário Décio Pignatari que colocou mais ênfase nas “media” como “mídia” meios de comunicação e não como “ferramentas” como extensões do ser humano. O homem é ele e suas ferramentas, “cyborg”. Entender como ele muda, comportamento e relacionamento com outros seres humanos, ao ter novas ferramentas, é o que importa a leitura deste livro.

4. O livro seminal de Peter Drucker ao racionalizar e sintetizar conceitos sobre Gerenciamento (management) que foi traduzido como administração, e a meu ver não traduz a força que Drucker deu à ciência do Management. Importante para entender as responsabilidades, tarefas e práticas de um gerente numa empresa. Especialmente para um jovem em início de carreira.

5. História da Civilização é um livro obrigatório para conhecer a história da Civilização. O volume I é sobre a Civilização de origem oriental: chinesa, japonesa, etc. e mais importante para nós que conhecemos pouco destas civilizações. O nosso ensino de história só nos passa, um pouco, da história da Civilização ocidental: greco-romana, européia.

6. O livro do Kissinger preenche bem a lacuna de conhecermos a história da China e entendermos como ela se tornou a potência que é hoje. O que o futuro da China nos reserva e como o mundo será modificado doravante: o livro ajuda a pensar no tema. Fazer previsões (forecast) é uma atividade nobre e inerentemente humana.

7. Uma síntese da história de Portugal muito importante para entender o Brasil e os brasileiros. Importante porque apesar de sermos descendentes de portugueses pouco conhecemos de sua história e especialmente que eles já foram um império, donos dos Oceanos.

8. O gene egoísta de Dawkins, é uma releitura da teoria da evolução de Darwin, onde o Dawkins exprime pela primeira vez o conceito de memes que seria algo similar ao gene para efetivar transmissões culturais, e que a competição/cooperação não seria entre as espécies mas entre os genes. O livro desperta-nos para pensar sobre a vida e sua evolução e como os genes são eternos.

9 e 10. Dispensa comentários.

 


 

Alguns links:

https://www.livrariacultura.com.br/p/livros/comunicacao/understanding-media-598064

https://www.amazon.com.br/Administra%C3%A7%C3%A3o-Responsabilidades-Pr%C3%A1ticas-Peter-Drucker/dp/B004TI7V4W/ref=sr_1_1?ie=UTF8&qid=1514596581&sr=8-1&keywords=Administra%C3%A7%C3%A3o%3A+responsabilidades%2C+tarefas+e+pr%C3%A1ticas%3B+Peter+Drucker%3B

https://www.livrariacultura.com.br/busca?N=0&Ntt=Hist%C3%B3ria+da+civiliza%C3%A7%C3%A3o%3B+Will+Durant

 

https://www.livrariacultura.com.br/p/livros/ciencias-sociais/ciencias-politicas/relacoes-internacionais/sobre-a-china-22957132

https://www.livrariacultura.com.br/p/ebooks/historia/a-primeira-aldeia-global-17542464

https://www.livrariacultura.com.br/p/livros/ciencias-biologicas/filosofia-da-ciencia/o-gene-egoista-2271351

https://www.livrariacultura.com.br/p/livros/historia/historia-mundial/sapiens-uma-breve-historia-da-humanidade-42865102

https://www.livrariacultura.com.br/p/livros/historia/homo-deus-46351043

 

3 comentários sobre “Recomendações de livros para um jovem em início de carreira

  1. Instado pelo Arnaldo Satoru Günzi do blog Forgotten Lore escolhi 10 livros/leituras recomendadas a um jovem em início de carreira.
    A primeira recomendação é uma carta cuja cópia me foi dada a conhecer pelo bisneto, André Paiva, do escritor da carta, Antonio Paiva. Em Alagoas o recebedor da carta, Gustavo Paiva, um pioneiro industrial é muito conhecido.
    Quanto aos dois livros do Yuval, ao responder ao Arnaldo as razões para as escolhas sabendo que ele os havia lido, disse que tais livros dispensavam comentários quanto às razões das escolhas. Não sabia que ele iria publicar tais comentários, o que fez após me pedir permissão.
    Provoco-o agora para explicitar se recomendaria os dois livros do Yuval, e as razões para fazê-lo ou não.

    Curtir

    1. Melo, Sapiens, com certeza: conta a história do ser humano desde a idade das pedras. Tem uma importante noção de que a abstração fez toda a diferença: por exemplo, a Renault é apenas uma marca, não é uma pessoa, mas a reconhecemos como algo que existe de verdade. História fascinante da mega fauna, que desapareceu com a chegada do homem moderno. E a evolução do monoteísmo contra o politeísmo. Outra especies de ser humano, hominideos anões, batizados pelos cientistas como “hobbits”, na ilha de Flores, mas que foram extintos. É uma aula fantástica.

      Homo deus toca em vários dos mesmos pontos, mas com outros exemplos e enfoque. É uma bela continuação. Mas eu focaria só no primeiro, e substituiria o segundo por Guns, Germs and Steel, de Jared Diamond.

      Guns, Germs and Steel tenta explicar porque alguns povos tiveram mais recursos naturais do que outros. De todas as milhares de espécies de plantas, apenas algumas são domesticáveis. De todas as espécies de animais, apenas um punhado são domesticáveis. A maioria encontra-se nas latitudes certas, e isto fez toda a diferença.

      Também conta como as doenças mataram muito mais indígenas do que as armas, nas grandes conquistas europeias. E que latitudes muito próximas do equador têm problemas com excesso de doenças tropicais: mosquitos, pragas, que prejudicaram muito o seu desenvolvimento.

      O único porém é que tais obras valem-se demais do efeito retrospectiva. Tentam interpretar o passado, montar um quebra cabeça a partir das peças que conhecemos. Certamente, nunca saberemos qual a verdade. Mas, de qualquer forma, tais livros valem muito a pena.

      Vou preparar também uma lista de recomendações de livros. Tais discussões são bastante férteis.

      Valeu, Melo.

      Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s