Lançamento do Plano de Ação de Internet das Coisas

A Internet das Coisas terá certamente um efeito imenso num futuro não tão distante. Uma excelente notícia é que o Brasil tem um plano para acelerar a implementação dela. Este estudo foi liderado pelo BNDES, e se chama “Internet das Coisas – Um plano de ação para o Brasil”.

Estive no lançamento oficial do plano, na Futurecom 2017, agora em 03 de outubro de 2017.

A seguir, um breve resumo do resultado deste plano. O estudo final, que é público, pode ser acessado neste link.

https://www.bndes.gov.br/wps/portal/site/home/conhecimento/estudos/chamada-publica-internet-coisas/estudo-internet-das-coisas-um-plano-de-acao-para-o-brasil

 


 

O que é Internet das Coisas?

 

Se hoje temos a internet, que conecta pessoas, no futuro teremos sensores cada vez menores e baratos o suficiente para serem incorporados em qualquer dispositivo que valha a pena ser monitorado: equipamentos, veículos, locais de interesse.

Estes dispositivos estarão conectados entre si e à rede, formando uma internet bilhões de vezes maior do que a internet das pessoas. É a internet das coisas.

Segundo a União Internacional das Telecomunicações (UIT):

Internet das Coisas é uma infraestrutura global para a sociedade da informação, que habilita serviços avançados por meio da interconexão entre coisas (físicas e virtuais), com base nas tecnologias de informação e comunicação.

image001.jpg
Casos considerados no estudo do BNDES

Segundo Michael Porter, a IoT é “a mudança mais substancial na produção de bens desde a Segunda Revolução Industrial”.

Nota: a Revolução Industrial é o momento em que a humanidade passou a utilizar, cada vez mais, máquinas para automatizar o serviço humano. Sempre há uma tecnologia disruptiva por trás dessas revoluções:

image002.png

 

Há várias tentativas de mensuração do efeito da Internet das Coisas. Pela McKinsey, o ganho potencial é de 4% a 11% do PIB do planeta em 2025, o que significa 4 e 11 trilhões de dólares.

 


 

Benefícios à sociedade

Mas, somente conectar dispositivos por conectar não leva a nada. Isto tem que servir para alguma finalidade, e tem que servir preferencialmente às pessoas.

O estudo teve como guia os 17 objetivos de desenvolvimento sustentável da ONU. Estes são uma espécie de sonhos globais. Como são muitos, destaco alguns como: cidades sustentáveis, energia limpa e acessível e educação de qualidade.

http://www.itu.int/en/sustainable-world/Pages/default.aspx

image003.jpg
“The United Nations’ Sustainable Development Goals (SDGs) and associated targets will stimulate action until 2030 in areas of critical importance for humanity”

O papel da Internet das coisas dentro do contexto de desenvolvimento sustentável está descrito no quadro a seguir:

image004.png

 


 

Frentes prioritárias verticais

O estudo analisou oportunidades de negócios para IoT no Brasil e no mundo por ambientes, e identificou 4 frentes prioritárias de atuação:

  • Cidades
  • Saúde
  • Rural
  • Indústria

 

image005.jpg

Tais frentes foram chamadas de verticais.

 


 

Frentes prioritárias horizontais

As frentes horizontais envolvem barreiras comuns a todos os ambientes verticais. Também são 4 frentes, e representam os maiores gargalos para a implementação de IoT no Brasil:

  • Capital Humano,
  • Inovação e inserção internacional,
  • Ambiente regulatório, segurança e privacidade
  • Infraestrutura de conectividade

 

image006.jpg

 


 

Ações

O estudo se aprofundou nas priorizações horizontais e verticais, chegando a

  • 48 iniciativas, e
  • 3 projetos mobilizadores

 

detalhados nos tópicos a seguir.

 


 

Iniciativas

 

O estudo levantou, juntamente a especialistas e representantes dos setores, cerca de 200 iniciativas. Após refinamento com BNDES e MCTIC e Câmera IoT, chegou-se a 48 iniciativas.

 

As iniciativas mapeadas serão foco de aprofundamento nos próximos 5 anos, cada qual com a sua governança e detalhamentos específicos.

As iniciativas foram divididas em três tipos: Ações estruturantes, Medidas e Elementos catalisadores.

image007.jpg

Por alto:

  • Ações estruturantes: alto impacto, decisões pelo alto escalão dos órgãos do estudo
  • Medidas: Médio impacto, decisões no nível gerencial
  • Elementos catalisadores: alto impacto, não estão sob a governança do projeto (ex. melhoria da educação básica)

Como são muitas iniciativas, vou colocar algumas somente para ilustrar.

 

Iniciativa A1: Estruturar 4 Redes de Inovação em Rural, Saúde, Cidades e Indústria

Iniciativa M1: Promover congressos e eventos sobre IoT nos ambientes priorizados e fomentar a discussão de IoT em conferências, congressos e fóruns de discussões já existentes dos ambientes priorizados

Iniciativa A8: Fomentar bolsas mestrado, doutorado e pós-doutorado em parceria com empresas que estejam desenvolvendo IoT

Iniciativa A17: Priorizar soluções que se valham de protocolos e interfaces de comunicação padronizados por órgãos reconhecidos como ITU, IEEE, ETSI, etc

A lista completa encontra-se no site do BNDES.

 


 

Projetos Mobilizadores

Além das iniciativas, foram elencados três projetos mobilizadores: Formação de ecossistema de inovação, Observatório de IoT, IoT em Cidades

 

image008.jpg

 

  • Ecossistema de inovação: rede de empresas consolidadas, startups e centros de competência
  • Observatório de IoT: Acompanhamento de iniciativas e acesso à informação sobre mecanismos de fomento
  • IoT em Cidades: Apoio técnico e financiamento para a adoção de IoT em cidades

 


 

Conclusão

A IoT tem um potencial disruptivo enorme. O pano de fundo desta nova revolução é o desenvolvimento tecnológico, resumido pela Lei de Moore, conforme este link.

Com muita probabilidade, alguma solução que será disruptiva no futuro nem está sendo contemplada atualmente.

Está havendo uma autêntica corrida armamentista global pelos provedores de solução IoT – um exemplo são os novos protocolos de redes SigFox x Lora x LTE-M. Quem vencerá? Ninguém sabe…

O BNDES acerta na mosca ao dar um empurrãozinho para que o IoT decole no Brasil, tentando eliminar gargalos  e fomentando o desenvolvimento de novas tecnologias.

Vamos acompanhar (de perto) as cenas dos próximos capítulos.

 

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s