Um mundo imortal

Imagine um mundo onde as pessoas não morressem. Um mundo onde as pessoas chegariam aos 30 anos de idade e parassem de envelhecer. Ficassem eternamente com o vigor físico e mental dos seus 30 anos…
Num mundo eterno como este, daria para fazer coisas fantásticas.
Imagine uma seleção brasileira com Pelé, Zico, Romário, Ronaldo e Neymar. Um filme com Marlon Brando atuando com Bradd Pitt e Leonardo de Caprio. Marilyn Monroe, Sophia Loren contracenando com Angelina Jolie e Jennifer Lawrence.

 

marilyn-monroe-3-andrew-fare

Jennifer_Lawrence_at_the_83rd_Academy_Awards_crop

 

Um congresso de gênios da física: Newton, Einstein e Stephen Hawking. Ou um encontro mundial de matemáticos: Arquimedes, Euclides, Fermat, Leibniz, Gauss, Euler, Hilbert, Godel, Turing, Von Newmann, Dantzig (nota-se que entendo mais de matemática que de filmes….).


 

Mas, pensando bem, desconfio de que o mundo não seria tão legal assim. Por dois motivos.

 
O primeiro, porque o mundo não é linear, e sim exponencial. Não é Normal, é Pareto. Traduzindo, existe o comportamento de “o vencedor leva tudo”, nas profissões escaláveis. Um número pequeno de pessoas detém muito do dinheiro do mundo. Dentre milhões de escritores, Paulo Coelho e meia dúzia de escritores respondem pela maioria das vendas. Sempre que há uma convocação da seleção, as pessoas só lembram dos tradicionais Kaka e Robinho, deixando de lado centenas de milhares de jovens aspirantes. É assim, é da natureza humana e não adianta tentar mudar, que será pior (vide o comunismo, por exemplo). A única coisa que obriga a mudança é o tempo, que força com que os Kakas e Robinhos da vida se aposentem.

 
Segundo, porque a inovação depende tanto de destruir o antigo quando de construir o novo. No último livro de Clemente Nóbrega, ele afirma que esquecer o velho é até mais difícil que aprender o novo. Se uma solução funciona, para que procurar outra? Para um martelo, tudo é prego. Mas o mundo muda, e com ele as perguntas e respostas mudam. Sem destruir o antigo, não haveria inovação, e sem inovação, a extinção é certa.


 

Portanto, no mundo imortal, seria muito mais provável que a seleção brasileira fosse a seleção de 1958, com Pelé, Coutinho, Garrincha, etc. Talvez nunca existisse um Romário, porque só cabem onze em campo, e na mente das pessoas a camisa onze já seria de Garrincha. Talvez nunca existisse um Ronaldo, e muito menos um Neymar.
Talvez Marlon Brando estivesse em ação, e Bradd Pitt fosse apenas mais um aspirante que fracassou no caminho da Broadway. Talvez Jennifer Lawrence nunca fosse conhecida, porque Marilyn Monroe era sensualidade pura. Talvez ainda estivéssemos andando de carroça, porque seria uma heresia um garoto de 20 anos falar que o grande Isaac Newton, com 400 anos de sabedoria, está errado (e sim, Newton, Einstein, e todos os seres humanos cometem erros). Talvez não tivéssemos computadores, porque a nossa matemática seria com régua e compasso, seguindo os Elementos de Euclides.


 

O pior é que provavelmente ainda teríamos seres como Stálin na Rússia e Mao Tsé na China, que não conseguiram ser vencidos por nenhum outro ser humano: só foram vencidos pela velhice.
 


O memorável discurso de Steve Jobs em Stanford dizia: a morte é a melhor invenção da vida. Ela limpa o velho, e dá lugar ao novo. Hoje, vocês são o novo. Mas algum dia, não muito distante de hoje, vocês vão envelhecer e sair de cena. Desculpe ser tão dramático, mas é a pura verdade.

https://ideiasesquecidas.wordpress.com/2014/05/15/discurso-de-steve-jobs-terceira-historia/
 


Portanto, aproveitem as poucas décadas que temos neste lugar para construir coisas boas. Para trabalhar, agregar valor de verdade, no pouco tempo útil que temos nesta vida. Inovar, contribuir para a evolução da humanidade. E é por isto que trabalho. Quero ser lembrado como alguém que contribuiu, de alguma forma, para a construção da sociedade, da nossa economia e que deu muito atenção à minha família e pessoas próximas.

 

Arnaldo Gunzi
Ago 2015

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s