Gerenciar o seu Gestor

 

Uma das ideias centrais de Peter F. Drucker é a de que o trabalho deve ser eficaz. E para isto, surgem várias ações a serem feitas: gerenciar o tempo, perguntar-se qual o correto a ser feito, etc. Mas há um item que é na contramão do senso comum. Para tornar o trabalho eficaz, também é necessário gerenciar o seu chefe, o seu gestor.

Gerenciar o seu gestor? Mas não é o gestor que deve te gerenciar?
Poucas pessoas são tão importantes para o seu sucesso do que o gestor. E, numa empresa, todos tem gestores a prestar contas.
Na verdade, o gestor é um ser humano como qualquer outro. Tem limites de Tempo, de conhecimento, etc. E você, ao invés de simplesmente se limitar a seguir o que é pedido, tem o dever de sugerir, questionar, contribuir para o trabalho deste. Não é orientar ou ensinar, mas contribuir para a eficácia deste (e, consequentemente, de si mesmo).

Algumas recomendações

– Perguntar, uma vez ao ano: “O que eu e o meu pessoal fazemos, que o ajuda a realizar o seu trabalho? E o que atrapalha?
– O que mais poderia ser feito
– Quais são os pontos forte e os pontos fraco do gestor? O que posso fazer para contribuir nos pontos forte e proteger nos pontos fracos?
– Mantenha-o ciente de seus objetivos, metas, prioridades.
– Não o exponha a surpresas. Envie notas, relatórios, mas alertando-o para não haver surpresas.
– Não o subestime. Ele pode ter pontos fracos, mas não é bom subestima-lo por estes.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s