O pitch do startupeiro foda

Assisti a um pitch curioso, semana passada, num evento de inovação em SP.

O cara começou o pitch (apresentação curta) perguntando quem da plateia era disruptivo.

Para quem não fosse, agora ia conhecer alguns.

Falou como ele era foda, estudou sei-lá-onde e fez não-sei-o-que.

Pediu para o time dele se levantar, falando que eles eram fodões também, embora menos que ele.

No primeiro slide, apresentou os fundadores da empresa, também só cara foda.

Depois de uns 5 minutos de show (de um pitch de 7), finalmente começou a falar do produto da empresa. Não lembro o que era, não guardei na memória.

Sei lá se tal empresa vai mesmo revolucionar o mundo ou não, mas como diz a sabedoria das vovós: humildade e canja de galinha não fazem mal a ninguém.

Um vídeo em homenagem ao startupeiro em questão.

https://m.youtube.com/watch?v=NeQzrFo0o3A

10 x melhor

De vez em quando, surgem algumas ideias diferentes, que passo a incorporar nos meus trabalhos.

Peter Thiel foi um dos fundadores do Pay Pal, e é um dos grandes empreendedores de startups do mundo. O cara investiu no facebook, por exemplo. Ele escreveu um livro – “De zero a um”, onde conta um pouco de suas ideias.

A que mais ficou marcada para mim é a seguinte.

Ele investe somente em startups que têm tecnologia 10x melhor que a tecnologia atual.

A tecnologia tem que ser pelo menos, uma ordem de grandeza superior à tecnologia atual. Isto porque, se for só 20% melhor, não vai valer a pena adotar. Se já existe um processo estabelecido, tem que valer muito a pena para alguém investir, treinar e modificar o padrão já existente.

Isto explica porque alguns dos meus trabalhos deram certo, e outros, não. Trabalhos que eram somente levemente superiores ao processo atual sempre falharam. E trabalhos que era certamente muito superiores ao processo atual podem falhar também, mas a chance de sucesso é maior.

6989

A segunda ideia legal é a de monopólio. Que a startup tem que mirar o monopólio, senão vai falhar. Mas não é tão fácil assim. Para conseguir o monopólio, tem que começar num nicho, pequeno. Conquistar o nicho, depois se expandir. Pensar grande, andar pequeno.