Sonhe como uma máquina

Continuando a descrição de marcos da Inteligência Artificial, em 2015 o mundo conheceu o DeepDream, publicado pelo Google.

Uma foto antiga minha no algoritmo

São imagens psicodélicas geradas por uma rede neural, como se fossem sonhos. Não à toa, o algoritmo original foi batizado “Inception” (viu o filme?).

De forma mais generalizada, o método utilizado é o de Transfer Style.

Uma rede neural convencional é capaz de classificar imagens, como detectar cachorros em fotos. Modificamos essa rede que com outra métrica, para classificar o quão similar o padrão de uma parte da tela é em relação a outra. É bem complicado definir o que é padrão e o que é imagem, mas imagine que as pinceladas fortes de Van Gogh são um padrão.

Desse modo, a rede “aprende” a desenhar como Van Gogh ou outro artista.

Colocar uma foto normal na entrada, e voilá, temos uma foto estilizada.

Há alguns sites que permitem experimentos.

https://deepdreamgenerator.com/ ou https://dreamscopeapp.com

É difícil chegar a bons resultados.

Trilha sonora: Sweet Dreams – Eurythmics

Arnaldo Gunzi.

Ideias técnicas com uma pitada de filosofia

https://ideiasesquecidas.com/

Um comentário sobre “Sonhe como uma máquina

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s