Funeral de um lavrador

A música e a dramaturgia são formas poderosas de transmitir informação.

 

 

Lembro que tive uma aula de português, no Ensino Médio, uns 20 anos atrás, falando sobre o poema “Morte e Vida Severina”, de João Cabral de Melo Neto. Infelizmente, nenhum recurso audio-visual foi apresentado, mas mesmo assim, gostei muito do conteúdo.

 

Image result for joao cabral de melo neto morte e vida severina

 

Uma história relativamente curta e simples. Versos igualmente simples e metrificados – o que faz com que sejam excelentes para apresentações teatrais, ou para serem musicados.

 

O RETIRANTE EXPLICA AO LEITOR QUEM É E A QUE VAI

O meu nome é Severino, não tenho outro de pia.
Como há muitos Severinos, que é santo de romaria,
deram então de me chamar Severino de Maria
como há muitos Severinos com mães chamadas Maria,
fiquei sendo o da Maria do finado Zacarias.

 

Não por acaso, esta obra é uma das mais importantes da dramaturgia brasileiro.

 


 

Funeral de um Lavrador

 

A seguir, uma bela interpretação de Funeral de um Lavrador, um trecho de Morte e Vida Severina. Este foi musicado por Chico Buarque, e no vídeo, interpretado na voz forte de Elba Ramalho, vale a pena ouvir até o fim.

 

 

Funeral de um Lavrador

Esta cova em que estás com palmos medida
É a conta menor que tiraste em vida
É a conta menor que tiraste em vida

É de bom tamanho nem largo nem fundo
É a parte que te cabe deste latifúndio
É a parte que te cabe deste latifúndio

Não é cova grande, é cova medida
É a terra que querias ver dividida
É a terra que querias ver dividida

É uma cova grande pra teu pouco defunto
Mas estarás mais ancho que estavas no mundo
estarás mais ancho que estavas no mundo

É uma cova grande pra teu defunto parco
Porém mais que no mundo te sentirás largo
Porém mais que no mundo te sentirás largo

É uma cova grande pra tua carne pouca
Mas a terra dada, não se abre a boca
É a conta menor que tiraste em vida

É a parte que te cabe deste latifúndio
É a terra que querias ver dividida
Estarás mais ancho que estavas no mundo
Mas a terra dada, não se abre a boca.

 
No link, o filme “Morte e Vida Severina” de 1981, dirigido por Walter Avancini.

 


As aulas de português seriam muito mais agradáveis, lançando mão de recursos como estes.

 


 

Links

https://www.todamateria.com.br/morte-e-vida-severina/

http://poetawagner.blogspot.com/2012/04/funeral-de-um-lavrador.html

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s