Tofu, ração e picanha

Quando a gente passa pelas estradas do interior do Paraná, há soja por toda parte: à direita da estrada, à esquerda da estrada, por infindáveis quilômetros.

Soja.jpeg

Segunda a Embrapa, o Brasil produz 95 milhões de toneladas de soja por ano. É o segundo maior produtor do mundo.

Mas, para que serve tanta soja?

O meu almoço normalmente tem arroz, feijão, uma carne ou frango, salada. Não tem soja.

Comida japonesa tem um pouco de soja. Tofu, missoshiro (sopa à base de soja). Mas quem vai comer 95 milhões de toneladas de tofu?

Tofu.jpg
Tofu

 

miso
Arroz e Missoshiro

O Brasil produz muito mais soja do que arroz, feijão, trigo, mandioca.

 

Producao.JPG

Para onde vai tanta soja?

 


Soja = Proteína

A soja é um alimento rico em proteína e em óleo. Aliado à grande produtividade das nossas  terras do Mato Grosso do Sul e do Paraná, ela se torna a plantação ideal para produção maciça de proteína.

A ideia é alimentar o mundo em larga escala, plantando um grão altamente produtivo em terras bastante férteis, num clima favorável e com grande disponibilidade de água. Note que poucos lugares do mundo têm condições semelhantes de terra, sol, clima e água.

Tudo bem, a soja é uma fonte valiosa de proteína. Mas, proteína por proteína, prefiro comer um churrasco de picanha do que um hambúrguer vegetariano de soja (eca).

Picanha.jpg
A gente reclama da carne de soja, mas os animais não conseguem reclamar do gosto da soja. E é para eles que a soja é empurrada goela abaixo, quase que literalmente, sob a forma de ração.

ração.jpg

O grão do soja viaja em caminhões pelas estradas do Paraná, até chegar aos moinhos onde ela é armazenada e moída. 20% se transforma em óleo vegetal, o óleo de cozinha que a gente compra no supermercado. Os 80% restantes viram ração animal, especialmente para galinhas, porcos e gado. O milho também tem boa parcela destinada à ração.

chicken.jpg
Portanto, há soja sim no meu prato. A minha carne é feita de soja. Aquele churrasco do fim de semana só é possível devido à alta produtividade da soja. E é muita soja.

SUINOSRA.jpg
.

Há uma perda energética quando a soja é transformada em carne. A galinha precisa crescer e viver, e vai consumir uma parte considerável da energia com que é alimentada. É a mesma coisa com o porco, que gasta muito mais energia. Apenas uma fração de toda a soja consumida pelos animais vira a fabulosa picanha

 

gado-de-corte-confinamento-portal-agropecuario.jpg

 

É por causa desta ineficiência da conversão de soja em carne que é necessário plantar 97 milhões de t de soja e apenas 12 milhões t de arroz e 3 milhões t de feijão.

O gráfico a seguir, de uma fonte ligada à conservação ambiental, demonstra o impacto da produção animal nos terrenos agrários.

Cows-are-hogs-infographic.jpg
Portanto, dê o devido valor ao que come. O preço do quilo de carne é alto, mas ambientalmente, custou muito mais do que isto para chegar à sua mesa.

 


 

 

Fonte:

Embrapa: http://www.ibge.gov.br/home/estatistica/indicadores/agropecuaria/lspa/lspa_201603_5.shtm

 

Cows Are the Real Hogs: The IPCC and the Demand Side of Agriculture

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s