CO2 e resultados inesperados

O que você faria se inventasse algo completamente novo, mas não tivesse muita ideia do que fazer com isto?

Charles Keeling desenvolveu em 1958 um método acurado para medir a concentração de gás carbônico (CO2) no ar. E começou a medir e registrar a concentração de CO2 no ar. Foi registrando meticulosamente os dados, dia após dia. Alguns anos depois, chegou a um primeiro resultado impressionante:

1 – A concentração de CO2 no ar é sazonal durante o ano. Isto porque, devido às estações do ano, parte da Terra recebe mais luz durante alguns meses, e as árvores fazem mais fotossíntese, capturando CO2 do ar. Como a distribuição de florestas no mundo é desigual, a concentração de CO2 também acaba seguindo o padrão cíclico das estações do ano.

Uma década depois de meticulosas anotações, outro padrão ficou evidente:

2 – A concentração de CO2 no ar está aumentando. A curva abaixo mostra claramente este efeito. Isto é causado pelas emissões de gases por queima de combustíveis fósseis, petróleo.

As décadas seguintes comprovaram que o padrão era consistente com as suspeitas.

Keeling

Outro padrão era o de que a Terra aquecia com maior concentração de CO2. Assim como se fosse um cobertor, o CO2 bloqueia a saída de energia da Terra para o universo.

Mas, porém, contudo, todavia, quem garante que este aumento de C02 foi causado pelo ser humano? E se o aumento do CO2 for um ciclo natural da Terra?

Alguns pesquisadores conseguiram responder a esta pergunta extraindo camadas de gelo profundas do Ártico. As geleiras do Ártico são um retrato congelado da atmosfera de milhares de anos do passado. A partir da quantidade de CO2 aprisionado nas amostras de gelo, pode-se deduzir a quantidade de CO2 na atmosfera.

E isto leva ao terceiro grande fato:

3 – A concentração atual de CO2 é a maior que a Terra já viveu em 800 mil anos! O aumento do CO2 coincide com a evolução humana, revolução industrial e atual queima de combustíveis.

Keeling_thousands

Há muita gente que contesta os métodos discutidos e efeitos possíveis, mas a curva de Keeling continua sendo uma das grandes evidências de que a ação humana está causando efeitos

Um aumento de 1 ou 2 graus Celsius em média não parece muita coisa. Mas estamos falando em número médio. Ou seja, que para causar o aumento na média, alguns picos serão muito mais acentuados e terríveis que os atuais. Os extremos de calor ou frio, seca ou enchente serão mais e mais pesados com o tempo.

Quem diria que uma invenção meio sem pretensão fosse desencadear estudos tão importantes?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s