Uma bobina a mais e o MP Load

Descrevendo uma situação que me deixou bastante feliz. Durante visita à unidade de Sacos, em Lages, o meu amigo Marcelo Oliveira contou que a utilização do MP-Load, descrito abaixo, possibilitou o envio de um pallet a mais no contêiner. “Não cabe”, dizia o pessoal; “Cabe, olha só o estudo”, disse o Marcelo.

O MP Load é uma ferramenta extremamente simples, feita em Excel – VBA.

Basta preencher as dimensões (Altura – Largura – Comprimento) e carga máxima do contêiner; e dimensões da bobina a ser transportada – diâmetro externo, largura e peso individual.

As unidades das dimensões estão em milímetros.

Como hipótese, as bobinas sempre vão de pé, e todas as bobinas são iguais. O limite é o volume geométrico ou o peso máximo, o mais restritivo.

Há ferramentas de formação de carga extremamente mais complexas, que conjugam bobinas de vários tipos, deitadas, de pé, etc. Porém, a situação simples de bobina única e de pé deve atender uns 90% das situações, e a beleza é ela ser puramente geométrica, simples de resolver.

O MP Load surgiu com a inspiração acima, pelo amigo Didiel Peça. A ideia era utilizar na hora de tirar pedidos dos clientes de mercado externo, de modo que o valor solicitado fechasse exatamente a carga de um contêiner.

Para o caso de Pallets, basta escolher “P” no campo. As dimensões agora são comprimento – largura – altura (pelo pallet ser retangular) e o peso por pallet.

Há também uma folga adicional de 10 mm no comprimento e na largura, por hipótese.

E que diferença faz uma bobina a mais por carregamento, ou um pallet a mais? Otimização de frete.

Uma bobina faz pouca diferença, individualmente. Mas uma bobina, multiplicada por todas as áreas que otimizam o carregamento, multiplicada por todos os dias em que o estudo é feito, faz toda a diferença.

Segue link.

https://1drv.ms/x/s!Aumr1P3FaK7jn2hfs8JKd7qiZX30

Hipóteses utilizadas:

  • As bobinas são todas idênticas (idem para pallets)
  • As bobinas sempre vão de pé
  • No caso de pallets, há uma folga considerada de 10 mm
  • O comprimento do contêiner é maior do que a largura do mesmo

Como o cálculo é realizado?

Tanto para bobinas quanto para pallets, são analisados dois padrões: retangular e zig-zag

O padrão retangular é um do lado do outro.

Para o cálculo, arrendondar para baixo as dimensões do contêiner dividido pelo diâmetro da bobina.

Já o padrão zig-zag (por falta de um nome melhor), considera um encaixe tipo laranjas empilhadas:

Sejam c e d catetos de um triângulo retângulo, com a hipotenusa sendo o diâmetro externo.

d = sqrt ( Dext^2 – c^2)

Se encontrarmos o valor de c, o valor de d estará definido pela fórmula acima.

No zig-zag, o contorno externo terá um Dext de dimensão, e as camadas internas serão X vezes a dimensão c.

O limite máximo para X é dado pela (Largura do contêiner – Dext) dividido pelo Dext, arredondando para cima.

Com isso, calculamos o número de linhas X, o c e o d, todos os parâmetros para a distribuição.

Por fim, analisamos o carregamento pelo padrão retangular x padrão zig-zag, e pegamos o que ficou melhor.

Um mundo melhor através do Analytics.

https://ideiasesquecidas.com

Veja também:

Um comentário sobre “Uma bobina a mais e o MP Load

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s