Qual o futuro da computação quântica no Brasil?

Essa foi uma das perguntas da trilha #QuantumComputing, estreante na The Developer’s Conference 2022, da qual tive a honra de palestrar.

O componente básico da computação tradicional, o transistor, vem diminuindo de tamanho, o que se traduz na Lei de Moore: o poder computacional dobra a cada 18 meses, para um mesmo custo. Porém, há um limite físico, e o limite é o tamanho de um átomo (estamos quase chegando no limite).

Um computador quântico tem um paradigma de computação fundamentalmente diferente. Enquanto um bit assume valores 0 ou 1, um qubit pode assumir qualquer superposição entre 0 e 1, além de podermos controlar as probabilidades com outro superpoder, o emaranhamento.

Aplicações potenciais em simulação de moléculas químicas, otimização combinatória, comunicação e criptografia (tanto para quebrar a criptografia RSA atual quanto para criar protocolos à prova de espiões).

A julgar pelo interesse dos participantes e pelas aplicações possíveis, o futuro será brilhante!

Parabéns aos organizadores e aos contatos significativos, alguns dos peso-pesados do Brasil.

Alguns links:

https://thedevconf.com/tdc/2022/business/

https://cryptoid.com.br/conectividade-tecnologia-criptografia-id/computacao-quantica-sera-debatida-no-tdc-business-em-sao-paulo/