O que é sucesso (meme)

Recebi este gráfico pelo Whatsapp, e achei interessante.

De certa forma, é o complemento do gráfico da felicidade, do link.

Isto me lembra uma piada que ouvi um dia: quando somos adolescentes, temos tempo e energia mas não temos dinheiro, quando adultos, temos energia e dinheiro, mas não temos tempo, quando idosos, temos tempo e dinheiro, mas não temos energia!

Pequena enquete interior

Mais dinheiro, mais trabalho, cargo maior, mais sucesso, mais beleza, carro novo, viagem ao exterior, vinhos chilenos, relógios importados?

 

 

Ou

 

 

Mais amigos, mais família, mais natureza, mais presente, mais saúde, mais música, mais estudos e mais simplicidade?

 
A resposta é de cada um de nós.

 

 

Dinheiro e Termodinâmica

Dinheiro é como energia. Energia em si mesmo não é nada, o seu valor é como intermediário. A energia é a equivalência entre calor e trabalho. E o dinheiro, a equivalência entre dois produtos, ou dois serviços diferentes. A energia é o algo que se conserva na transformação entre um e outro.

 

 

Sendo dinheiro uma espécie de energia, valem as leis da termodinâmica. A termodinâmica se refere à relação entre calor, trabalho e energia, e há duas leis principais.

 
A primeira Lei da Termodinâmica é a da conservação de energia: a energia não pode ser criada ou destruída, apenas transformada. Portanto, não espere que haja resultados sem trabalho, ou resultados alavancados com pouco trabalho. Aquele que consegue mobilizar uma quantidade grande de energia pode mobilizar uma quantidade enorme de trabalho.

 
A segunda Lei da Termodinâmica é a da entropia: na transformação entre calor e trabalho, sempre se perde alguma coisa. Nem todo o trabalho vai gerar resultado – uma boa parte do trabalho não vai gerar resultado algum, vai se perder como entropia. O que existe de fato são meios mais eficientes de trabalhar, que geram menos desperdício de resultados.

 
Sobre a fórmula mágica do sucesso. Assim como não existe o tão sonhado moto-contínuo da termodinâmica, não existe o moto-contínuo do sucesso ilimitado sem trabalho. Qualquer um que venda o sucesso sem trabalho estará mentindo. Não há almoço grátis. Todos os atalhos são perigosos.

 

Conclusão: não espere que valor seja criado do nada.

 

 

Sobre a métrica correta

Outro dia, vi um post de alguém que dizia ter mais de 1000 views diários de seu perfil profissional no LinkedIn. Ela dava dicas de como ter “sucesso” na rede – possivelmente venda e lucre com isso também.

Ora, o meu perfil no mesmo tem menos de 1 view por dia. Isto não faz a menor diferença, não me torna um profissional melhor ou pior. Não é a métrica correta: views no perfil tem zero correlação com um bom trabalho profissional em sua área de atuação.

Algumas métricas melhores: Estou feliz com que faço? Tenho harmonia no mundo profissional e isto não perturba a harmonia em casa? Agrego valor de verdade com o meu labor? O que fiz vai retornar para a sociedade, direta ou indiretamente? Estou com a consciência limpa? No final do dia, valeu a pena?

 


 

Poema em linha reta – Fernando Pessoa

Nunca conheci quem tivesse levado porrada.

Todos os meus conhecidos têm sido campeões em tudo.

E eu, tantas vezes reles, tantas vezes porco, tantas vezes vil,

Eu tantas vezes irrespondivelmente parasita,

Indesculpavelmente sujo,

Toda a gente que eu conheço e que fala comigo

Nunca teve um ato ridículo, nunca sofreu enxovalho,

Nunca foi senão príncipe – todos eles príncipes – na vida…

 
Arre, estou farto de semideuses!
Onde é que há gente no mundo?
Então sou só eu que é vil e errôneo nesta terra?