O “startupeiro foda” quebrou

O “startupeiro foda” era um sujeito que começava os seus pitches pedindo para que pessoas disruptivas levantassem a mão. Se não conheciam disruptivos, agora iriam conhecer vários. Ele dizia que a sua startup era foda, formada só por caras foda, com conselheiros muito fodas.

O produto também era foda demais. Lindo, mágico. O cliente que não reconhecesse isso era muito burro. Talvez o cliente tivesse que mudar o seu processo e suas prioridades para encaixar essa solução foda e mágica na sua empresa, e não o contrário. E talvez o cliente tivesse que pagar em dobro pelo privilégio de ter tal produto fodástico em suas mãos.

E os concorrentes? Tudo fraquinho. Ninguém mais nesse mundo todo tem a mesma competência, mesmo acesso a recursos e pessoas de alto nível do que o nosso querido “startupeiro foda”.

Prejuízo desde sempre? Isso não importa. Estavam ganhando mercado, e um dia, seriam maiores do que todas as empresas do Brasil juntas.

Pois bem, recentemente, o “startupeiro foda” quebrou. Se f.

Sabedoria das vovós: humildade e canja de galinha não fazem mal a ninguém.

(Meu primeiro contato com o dito cujo:
https://ideiasesquecidas.com/2019/04/14/o-pitch-do-startupeiro-foda/)

Vídeo em homenagem ao “startupeiro foda”