Dr. Strangelove e o erro de cálculo nuclear

O clássico filme "Dr. Strangelove or: How I Learned to Stop Worrying and Love the Bomb", de 1964, é uma comédia sem graça, extremamente sem graça, porém genial. Genial como tudo o que Stanley Kubrick fez. É um alerta que continua válido, ainda mais para os dias de hoje, de conflito militar com uma potência …

Continue lendo Dr. Strangelove e o erro de cálculo nuclear

Nietzsche em quadrinhos

O explosivo filósofo alemão Friedrich Nietzsche é amado e odiado por suas ideias polêmicas e linguagem poética. "Deus está morto", "Moral é apenas uma interpretação equivocada de certos fenômenos" "É do caos que nasce uma estrela" "Quando se olha muito tempo para o abismo, o abismo olha para você." "Aqueles que veem a dança são …

Continue lendo Nietzsche em quadrinhos

Um futuro distópico

A seguir, quatro indicações de livros distópicos que marcaram a literatura do gênero. Se uma "utopia" é como sonhar com um futuro bom e justo, uma "distopia" é o oposto: um pesadelo, um futuro sombrio e ruim… 4) Admirável mundo novo, de Aldous Huxley, 1931. Link da Amazon: https://amzn.to/3gslXFM É sobre um mundo perfeito, sem …

Continue lendo Um futuro distópico

2017: Uma Odisseia de ônibus em SP

São Paulo é uma cidade gigantesca... Mais de 12 milhões de habitantes, com 7 milhões de automóveis, fazendo deste lugar um dos maiores pesadelos do mundo em termos de trânsito: rodízio de carros, radares para todos os lados, marronzinhos multando, carros avançando uns nos outros, etc...   Tenho duas alternativas para ir ao escritório. De …

Continue lendo 2017: Uma Odisseia de ônibus em SP

​Não bastava uma cena boa. Tinha que ser espetacular

Uma das cenas mais memoráveis da história do cinema é a abertura do filme 2001 - Uma Odisseia no Espaço, de Stanley Kubrick. O filme data de 1968 e desde então tornou-se um dos clássicos do cinema. A abertura citada é tão poderosa que ficou uma semana ecoando na minha cabeça. E até hoje, ao …

Continue lendo ​Não bastava uma cena boa. Tinha que ser espetacular