A Vaca Roxa

O livro da “Vaca roxa” faz reflexões importantes sobre produto e marketing.

Durante uma viagem à Suíça, o autor comenta que a paisagem era linda. Porém, com o passar do tempo, ficou chato. Todas as vacas eram iguais. Algumas brancas, outras malhadas, porém, nada de diferente. Seria espantoso ver uma vaca roxa, pensou.

É melhor ser notável do que ser chato. Entretanto, muitos produtos tendem a serem chatos, não correr riscos. Entretanto, neste mundo em que temos mais opções do que conseguimos testar, produtos chatos serão esquecidos.

O autor, o prolífico escritor Seth Godin, divide as eras do Marketing em três:

  • Antigamente, era o produto que contava, e o marketing era no boca-a-boca.
  • A era das grandes propagandas nos meios de massa trouxe relevância ao marketing. Com dinheiro suficiente, era possível expor qualquer produto.
  • Nos tempos atuais, há uma infinidade de canais de comunicação possíveis, além da mídia social. A grande propaganda voltou a ser o boca-a-boca (não físico, mas virtual), e o produto, o diferencial.

A primeira edição do livro foi nos anos 2000, e de lá para cá a tendência descrita só aumentou: quem assiste televisão nos dias de hoje?

Em marketing, fala-se dos 4P’s: Produto, Preço, Praça e Promoção. O Purple Cow é o quinto “P”.

O próprio livro se tornou o ícone que tenta vender. Não apresenta nenhuma grande ideia nova, porém, posiciona-se de forma inesquecível.

No lançamento, o livro vinha com uma caixa de leite. Inevitavelmente, a caixa chamava a atenção de quem não conhecia o livro, tornando-se uma peça criativa de marketing.

Em resumo:

  • Seja memorável
  • O seguro é arriscado
  • O design de um grande produto importa


Veja também:

https://ideiasesquecidas.com/2018/04/21/notas-sobre-tribos/

Link do livro na Amazon:

https://amzn.to/35sdjAB

Notas sobre Tribos

Transcrevo aqui notas sobre o livro Tribos, do autor Seth Godin. Ele escreve sobre marketing e business em geral, e sempre tem bons insights.

Image result for tribes seth godin

 

O que é um tribo?
É um grupo de pessoas conectadas umas com as outras, com um líder e uma ideia comum.

Nós pertencemos a várias tribos.

Tribos fazem nossa vida melhor.

A Internet eliminou a geografia, atualmente podemos ter tribos globais.

 

A oportunidade: encontrar ou criar uma tribo, e liderá-la.

 

Alguns exemplos:
Joel Spolsky está mudando o mundo, ensinando como conduzir uma pequena companhia de software.

Mohamed Yunus e Al Gore criaram tribos para as suas causas, de microcrédito e de preservação do ambiente.
Os vários seguidores apaixonados do TED Talks formam uma tribo.

 

O que é necessário?
Para criar uma tribo, é necessário um interesse comum e uma forma de conexão, como itens principais.
Além disso, deve-se motivar, conectar e alavancar:

  • Transformar o interesse comum numa paixão
  • Fornecer ferramentas para melhorar a comunicação
  • Alavancar a tribo para ganhar novos membros

 

Sobre a falta de líderes
Precisamos de você. Pela primeira vez espera-se que todos liderem. O mercado está recompensando quem muda coisas e cria produtos e serviços memoráveis.

 

Crie um movimento

Criar um movimento é mais do que dizer o que fazer. Grande líderes empoderam as pessoas a se comunicar. Estabelecem as fundações para a conexão entre as pessoas.

 

Fãs verdadeiros
Mil fãs verdadeiros é o suficiente. Eles darão atenção e suporte suficiente, eles formam uma tribo.

As organizações prezam demais por números, ao invés de fãs.

 

Medo

Por que nem todos criam um movimento? Por conta do medo.

Revisitando o princípio de Peter. Todos são promovidos até o nível em que são paralizados pelo medo.
Preste atenção no medo, a fim de superá-lo.

 

Memorável

Um produto memorável é como uma vaca púrpura (em referência ao livro anterior de Godin, Purple Cow).

Vacas marrons são chatas. Vacas púrpuras são memoráveis.

Image result for summary purple cow

 

Voluntários

Tribos são voluntárias. Grande líderes não tentam agradar a todos.

Um grupo motivado e conectado é melhor que um grupo apenas maior.

 

Medo, fé e religião

Pessoas que desafiam o status quo fazem algo difícil. A fé é necessária para superar o medo.

Religião é uma série de crenças impostas, como a religião do MBA ou o código de valores de uma grande companhia.
A fé é subestimada, e a religião, superestimada.

 

Hereges
A gerência moderna quer hereges. Estes desafiam o status quo, fazem as mudanças antes que as mudanças aconteçam.

 

Espalhar a palavra
Mostre este texto para mais alguém ler. Divulgue o movimento.

 

O segredo da liderança
Faça o que você acredita. Pinte uma imagem do futuro e vá em busca deste. As pessoas seguirão.

Precisamos de sua liderança.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Links

Alguns textos.


Seth Godin é um criativo escritor, e tem várias ideias provocativas. Devido à concorrência entre empresas de transporte (Uber e Lyft) nos EUA, está tendo uma corrida para baixo, de quem fornece preços menores. Ele sugere o contrário: quem cobra mais, mas oferece  serviços cada vez melhores: uma corrida para cima.

http://sethgodin.typepad.com/seths_blog/2016/06/a-dollar-more-vs-a-dollar-less.html


Alexandre Versignassi, Editor da Superinteressante, conta a história do “Trabant”, um carro que todos poderiam ter, na Rússia. O problema era que a fila de espera era de 15 anos. E compara o Trabant com o Iphone, nos dias atuais.

http://super.abril.com.br/blogs/crash/ganancia-a-arma-mais-eficiente-contra-a-pobreza/

 


 

Nassim Taleb conta como uma minoria barulhenta, digamos 5% da população, mas engajada, ativa, que ocupa os espaços da mídia, pode influenciar os resultados ante uma maioria (que tem mais o que fazer do que lutar por um assunto específico).

Clique para acessar o minority.pdf