Make AND Buy

O famoso termo “make or buy” é uma falsa dicotomia.

“Make or buy” refere-se à decisão entre fazer algo internamente (make) ou comprar a solução de um terceiro (buy).


Contudo, nas grandes corporações, nos grandes projetos do mundo atual, não existe make or buy. O correto é Make AND Buy. Junto, co-criado à várias mãos.

Isto porque não existe solução pronta, plug and play, ainda mais dada a complexidade crescente do mundo. Sempre haverá mudanças de processos, adequações dos produtos ou serviços às restrições da organização.

O make deve sempre ser acompanhado por algumas partes que devem vir de fora, o buy. O buy deve ser sempre acompanhado de um forte make.

Conheço um CEO de uma grande empresa que nunca contrata uma consultoria para dizer o que fazer. O time dele é quem deve saber o que fazer, e o time contrata terceiros para executar ações específicas. Pode parecer óbvio, mas não é. Já vi o oposto, clientes que compram um projeto e ficam esperando a consultoria ditar o que deve ser feito no trabalho.

O melhor resumo está descrito no brasão da cidade de São Paulo, “NON DUCOR DUCO” – “Não sou conduzido, conduzo”.


Ideias técnicas com uma pitada de filosofia: https://ideiasesquecidas.com

Forgotten Math: https://forgottenmath.home.blog/


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s