O pitch do startupeiro foda

Assisti a um pitch curioso, semana passada, num evento de inovação em SP.

O cara começou o pitch (apresentação curta) perguntando quem da plateia era disruptivo.

Para quem não fosse, agora ia conhecer alguns.

Falou como ele era foda, estudou sei-lá-onde e fez não-sei-o-que.

Pediu para o time dele se levantar, falando que eles eram fodões também, embora menos que ele.

No primeiro slide, apresentou os fundadores da empresa, também só cara foda.

Depois de uns 5 minutos de show (de um pitch de 7), finalmente começou a falar do produto da empresa. Não lembro o que era, não guardei na memória.

Sei lá se tal empresa vai mesmo revolucionar o mundo ou não, mas como diz a sabedoria das vovós: humildade e canja de galinha não fazem mal a ninguém.

Um vídeo em homenagem ao startupeiro em questão.

https://m.youtube.com/watch?v=NeQzrFo0o3A

Heróis Invisíveis

O mundo está cheio de heróis invisíveis. São aqueles que desempenham um trabalho extremamente importante, porém nunca serão reconhecidos.

São os que fazem o que deve ser feito, mesmo sem terem metas de performance atreladas. São os que dedicam tempo extra para aumentar a qualidade e garantir a segurança, mesmo que ninguém nunca vá saber que o crédito é dele. São os que ensinam os mais jovens, mesmo sem terem a obrigação para tal.

Eles passarão o resto da vida na obscuridade. Uma tragédia que não ocorreu não gera notícias. Um cliente satisfeito dirá que ele fez apenas a obrigação. O jovem dirá que foi ele que aprendeu. Um desempenho espetacular da empresa será mérito do CEO.

E, quer saber?

O herói invisível não quer ser capa da Exame, nem quer aumento de salário. Ele quer apenas fazer o seu melhor trabalho.

Este post é dedicado a todos os heróis invisíveis que sustentam este país.

Ideias técnicas com uma pitada de filosofia.

https://ideiasesquecidas.com/

Einstein era um matemático medíocre

“Não se preocupe sobre suas dificuldades em matemática. Te asseguro que as minhas dificuldades são maiores” – disse Albert Einstein, em resposta à uma estudante do ensino médio, sobre suas dificuldades com matemática.

É claro que o nível de habilidade matemática de Einstein era infinitamente superior do que o de qualquer um de nós, e a sua frase foi para consolar a menina. Entretanto, há um fundo de verdade nesta afirmação.

Einstein tinha dificuldades com matemática de alto nível, sendo ajudado por colegas e até pela esposa, Mileva Maric.

O “superpoder” de Einstein não era a matemática, e sim a abstração física.

A maior prova disto foi a corrida para chegar ao famoso teorema da Relatividade Geral.

O primeiro artigo de Einstein foi sobre a Relatividade especial, em 1905. Especial no sentido de ser específica. Daí, foram 10 anos de trabalho para chegar a uma solução geral, em 1915.

Neste meio-tempo, o brilhante matemático David Hilbert (1862 – 1943) se fascinou com a Teoria da Relatividade, viu o potencial disruptivo dela e passou a estudá-la por conta própria.

Hilbert foi um dos maiores matemáticos de todos os tempos. Com certeza, matemática contra matemática, Hilbert vencia facilmente. Sua fama era muito maior do que a de Einstein (que aliás ficou famoso após a relatividade, não antes).

Sabendo da sombra que Hilbert fazia, Einstein passou a correr contra o tempo. Fazia palestras semanalmente, mostrando os avanços no desenvolvimento da Relatividade Geral. Por fim, Einstein chegou à solução final e ganhou a corrida. Hilbert chegou à mesma solução, alguns dias depois, já sabendo do artigo de Einstein.

Era a vitória da imaginação de Einstein, que pensou o impensável e desafiou as leis do espaço e do tempo.

E, para nós mortais, fica a lição: “A imaginação é mais importante do que o conhecimento” – Albert Einstein.

“O telégrafo sem fio não é difícil de entender. O telégrafo comum é como um gato muito comprido. Você puxa o rabo dele em Nova York e ele mia em Los Angeles. O telégrafo sem fio é a mesma coisa, só que sem o gato.”

Ideias técnicas com uma pitada de filosofia.

https://ideiasesquecidas.com/

https://todayinsci.com/E/Einstein_Albert/EinsteinAlbert-Mathematics-Quotations.htm

*In letter (7 Jan 1943) to Barbara Wilson, a junior high school student, who had difficulties in school with mathematics. In Einstein Archives, 42-606. Quoted in Alice Calaprice, Dear Professor Einstein: Albert Einstein’s Letters to and from Children (2002), 140.

Qual o seu Magnum Opus?

“Magnum Opus” significa “Grande Obra”, em latim.

Refere-se à melhor obra de uma pessoa, o trabalho mais importante.

Uma das formas de fazer um grande trabalho é fazendo muitos trabalhos, encarando cada um deles como o mais importante.

Qual o seu Magnum Opus?

“Estamos aqui para deixar uma marca no universo” – Steve Jobs

https://ideiasesquecidas.com

Sempre que olhar o celular de bobeira, lembre-se do poder do hábito

Olhar o celular a cada 5 min é vício que está se tornando comum.

Este é o poder do hábito: o de fazer algo sem nem perceber que estamos fazendo…

Imagine quanto tempo desperdiçamos com maus hábitos… e o quanto de coisas boas podemos fazer com bons hábitos.

O hábito é como um fio invisível. Cada vez que o repetimos o ato reforça o fio, até que se torna um enorme cabo, e nos prende de forma irremediável, como diria Orison Swett Marden.

Ação: avalie quais os hábitos você deve abandonar imediatamente, e substitua estes por hábitos saudáveis.

Exemplo: quando der vontade de olhar para o celular, faça algo mais útil, como ler um livro ou fazer alongamento…

Sempre que olhar o celular de bobeira, lembre-se do poder do hábito

https://ideiasesquecidas.com

Como codificar as obras completas de Machado de Assis num único número

Sobre a infinitude dos números.

Forgotten Math

É possível codificar as obras completas de Machado de Assis num único número.

Este número terá
valor entre zero e um.

Isto não quer dizer
que tal número terá um bit, ou que a memória para armazenar tal
número seja pequena.

Comecemos com a
codificação em binário.

Se temos 26 letras
no alfabeto, 5 bits binários são suficientes para descrever todas
as letras (2⁵ = 32, que é maior do que 26). Acrescentemos o espaço
em branco como o primeiro da lista.

Assim, temos:

Ignoremos letras
maiúsculas e caracteres especiais, a bem da simplicidade.

Desta forma, o
título “Dom Casmurro” seria codificado como:

00100011110110100000001100001100110110110101100101001001111

Para decodificar a
mensagem, basta dividi-la em pedaços de 5 bits, consultar a tabela e
anotar a letra correspondente.

00100 01111 01101
0000 00011 00001 10011 01101 10101 10010 10010 01111

E como colocar tudo
isto dentro de um único número?

Copie toda o número
obtido…

Ver o post original 470 mais palavras