Imitar e aprender

Tenho três filhas de idades diferentes. Um padrão é que a do meio imita a maior, digamos em desenhos, brincadeiras, e a caçula imita a do meio. Outro padrão é que as maiores não gostam de serem imitadas pelas menores.

A palavra em japonês para “aprender”, manabu, veio originalmente da palavra para “imitar”, maneru. Aprender começa com o ato de imitar um modelo.

É claro que imitar é o começo. Uma vez que a técnica foi aprendida, começamos a criar asas e inventar as nossas próprias variações.

O Japão pós-guerra fez muitos produtos americanos falsificados de baixa qualidade, até que conseguiu aprender a manufaturar bons produtos, competir e superar os EUA em algumas áreas.

Há um trecho do filme “De volta para o futuro” que ilustra isto. Marty McFly vem do ano 1985, e encontra o Dr. Brown nos anos 1960.

Doc Brown: “É claro que o circuito falhou, aqui diz ‘Feito no Japão'”
Marty: “O que você quer dizer, Doc? Tudo que é bom é feito no Japão.

A China atual está seguindo os mesmos passos: produz produtos com 80% da qualidade a 60% do preço, ao mesmo tempo em que investe caminhões de dinheiro em P&D e na importação de conhecimento (chegando a políticas agressivas de propriedade intelectual). Um dia eles vão competir igual para igual com os EUA.

Para concluir: a filha maior imita os pais… portanto, é bom tomar cuidado com as suas próprias atitudes.

Referências:

Kiyoyuku Higuchi, Are the Japanese blind imitators? Revista PHP, Jan 1976

https://ideiasesquecidas.com/2018/08/01/10-topicos-para-entender-a-china/

3 comentários sobre “Imitar e aprender

  1. Bem verdade isso. A gente é criatura ainda muito de hábitos, e provavelmente um dos mais antigos da gente é esse de fazer por imitação, que a gente pratica inconscientemente mais vezes que a gente imagina. Por isso é importante policiarmos a nós mesmos quanto a quais hábitos copiamos e aprendemos, e quais exemplos compartilhamos com os outros.

    Quanto à China, vejo muita gente tirando sarro ou achando bizarro como, na Internet, eles “pirateam” quase todos os sites populares do resto do mundo numa versão chinesa (QQ, RenRen, Baidu, etc). Ridículo nada; eles estão se tornando independentes do resto do mundo e ninguém tá percebendo isso…

    Abraços e seguimos em frente!

    Pinguim Investidor
    https://pinguiminvestidor.com

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s